O MAR
















































Não creio que a maré deixe de subir ou descer
Só porque a Lua amue no céu
Não acredito que a espuma deixe de enfeitar as ondas
Só porque o vento amaine a paixão
Não me parece que esta onda deixe de rebentar
Só porque na praia haja rochas escondidas

Creio que a Lua é maré
Acredito que a espuma é vento
Parece-me que a onda é rocha

Caso contrário é mar apenas

CAMINHO


Sigo a água levada pelo desejo de mar
(dela porque eu me sinto moinho)
Mas ela corre e eu não tenho passos
Apenas uma levada que me ensina
A ficar em cada pedra.